Whey Protein Reprovado Pela Anvisa em 2023: Descubra Todos Aqui!

O whey protein é um dos suplementos mais populares entre os praticantes de atividades físicas, mas para sua segurança, é preciso saber escolher boas marcas, a fim de garantir o uso saudável.

Em 2023, a ANVISA reprovou diversas delas, sendo importante conhecer as principais, para evitar a aquisição.

Portanto, o presente artigo tem o intuito de apresentar quais são elas, assim como, evidenciar o conceito desse tipo de suplementação, os motivos para reprovação de alguns rótulos, quais são os mais confiáveis, seus benefícios e muito mais. Confira!

O que é whey protein e como é produzido?

O whey é um suplemento obtido durante a fabricação do queijo. Quando o leite é coagulado, ele se separa em sólidos (caseína) e em líquido, sendo esse conhecido como soro.

Tal soro é rico em proteínas de alto valor biológico, contendo todos os aminoácidos essenciais ao corpo humano.

São realizados processos de filtragem para remover gorduras, carboidratos e outros componentes, resultando em três formas principais, a concentrada, isolada e hidrolisada, que se diferenciam pelo grau de processamento e pureza.

Composição nutricional do whey protein

Sua composição nutricional também varia entre as formas concentrada, isolada e hidrolisada, mas de modo geral, este suplemento é conhecido pela sua alta concentração proteica.

Ele é particularmente rico em aminoácidos, que são indispensáveis para diversas funções do organismo, como reparação e construção muscular.

Ademais, contém uma quantidade significativa de BCAA (aminoácidos de cadeia ramificada), que desempenham um papel importante na síntese de proteínas e na recuperação pós-treino.

Embora a forma concentrada possa apresentar traços de lactose, gorduras e carboidratos, os demais tipos têm esses componentes praticamente eliminados, tornando-se opções mais puras e menos propensas a causar determinados problemas ou desconfortos gastrointestinais.

Diferença entre whey protein concentrado, isolado e hidrolisado

Conforme mencionado acima, existem três tipos principais de whey, cada um com características específicas. Veja mais detalhes a seguir!

Whey protein concentrado

O concentrado é a forma menos processada entre as três, mantendo maior parte das propriedades nutricionais do soro de leite.

Ele contém uma porcentagem proteica que varia de 70% a 80%, além de conservar quantidades significativas de lactose e gorduras.

Por conta disso, pode não ser adequado para pessoas com intolerância. No entanto, muitos o consideram como uma opção mais “natural”, preservando melhor os compostos bioativos e imunoglobulinas benéficas.

Whey protein isolado

O isolado é a forma que passa por um processo de filtragem adicional, o que resulta em concentração de proteínas superior, chegando a até 90% ou mais.

Isso significa que, comparado ao concentrado, ele contém menos lactose, gorduras e carboidratos, tornando-o a escolha ideal para pessoas que buscam ingestão de maior pureza, que têm intolerância ou desejam evitar altas doses de lipídios na composição.

Whey protein hidrolisado

  • Pré-digerido: O hidrolisado passa por um processo chamado hidrólise, que quebra as cadeias longas de aminoácidos em fragmentos menores. Isso facilita a digestão e absorção pelo organismo;
  • Rápida absorção: Devido à hidrólise, essa forma é absorvida mais rapidamente em comparação com as demais. Isso o torna ideal ao consumo pós-treino, quando o corpo precisa de fontes proteicas rapidamente para reparação e crescimento dos músculos;
  • Baixo teor de lactose: Como é mais filtrado e pré-digerido, ele contém ainda menos lactose, sendo uma boa opção para pessoas com intolerância a esse carboidrato, por exemplo;
  • Redução do potencial alergênico: A hidrólise também pode reduzir o potencial alergênico das proteínas do whey, tornando esse tipo mais tolerável para indivíduos que possuem sensibilidades alérgicas a laticínios.

Quais são os motivos pelo Whey Protein não ser aprovados na Anvisa?

Os principais motivos para a reprovação de certas marcas pela ANVISA incluem a presença de substâncias nocivas acima dos limites permitidos, como metais pesados e contaminantes microbiológicos, além de divergência entre os valores nutricionais declarados no rótulo e os resultados dos testes laboratoriais.

Outra questão relevante é a detecção de ingredientes proibidos ou não declarados na composição, que podem oferecer riscos à saúde dos consumidores. Essas falhas indicam problemas no controle de qualidade, afetando a segurança alimentar.

Quais marcas de suplementos foram reprovadas pela Anvisa 2023?

As marcas reprovadas pela ANVISA em 2023 incluem;

  • EAS,
  • Body Action,
  • Probiótica,
  • Integral Médica,
  • STN – Steel Nutrition,
  • Solaris,
  • VOXX,
  • Dynamic Lab,
  • Max Titanium,
  • DNA,
  • Universal,
  • Sportpharma,
  • New Millen
  • Nature’s Best.

Qual a marca de Whey Protein mais confiável?

Entre as marcas mais confiáveis se destacam a Optimum Nutrition, Probiótica e Integralmédica. Algumas delas já chegaram a ter suplementações recusadas, mas são reconhecidas pela alta qualidade de seus produtos, rigorosos processos de fabricação, compromisso com a transparência e segurança dos consumidores.

Quais as marcas de suplementos aprovados pela Anvisa?

Entre as marcas que receberam aprovação pela Anvisa destacam-se;

  • Growth Supplements,
  • Probiótica,
  • IntegralMédica,
  • Max Titanium,
  • Optimum Nutrition,
  • Universal Nutrition ,
  • Dymatize Nutrition.

Como escolher o whey protein certo?

Ao escolher, considere seus objetivos de treino, necessidades nutricionais e quaisquer alergias alimentares.

Se possui intolerância à lactose, por exemplo, opte pelo whey isolado, que têm menor teor. Para quem busca maximizar o ganho muscular, o hidrolisado é ideal pela rápida absorção. Veja também a reputação e as avaliações, garantindo que selecione um aprovado por órgãos reguladores.

Como saber se o suplemento é confiável?

Para assegurar a confiabilidade, é preciso verificar a aprovação pela ANVISA, que indica conformidade com normas de segurança.

Consulte o selo de aprovação no rótulo e pesquise sobre a reputação da marca, além de revisar avaliações de outros usuários.

A transparência na listagem de ingredientes e a disponibilidade de resultados de testes laboratoriais, também são indicadores de confiança.

Como saber se a marca de suplementos é boa?

Para identificar uma boa marca, igualmente, é crucial verificar se possui certificações de órgãos reguladores, como a ANVISA, no Brasil.

A reputação pode ser checada através de avaliações e opiniões de consumidores em fóruns e redes sociais.

As companhias qualificadas sempre fornecem informações detalhadas sobre seus produtos, incluindo resultados de testes e ingredientes utilizados, em detalhes.

Como confiar nas marcas de suplementos?

A confiança é proveniente exatamente da transparência em divulgar ingredientes, processos de fabricação e resultados de testes.

Afinal, marcas sérias possuem certificações de órgãos não só como a ANVISA, mas também de demais organizações, mantendo um histórico positivo com compradores e evidenciado por recomendações consistentemente boas.

O que o whey protein faz no corpo?

O whey auxilia no crescimento e recuperação muscular pós-treino, fornecendo aminoácidos essenciais que o corpo necessita para reparar e construir novos tecidos.

Ele contribui para a melhoria do sistema imunológico mediante a oferta de imunoglobulinas e lactoferrinas, ajudando na proteção contra infecções.

Sua digestão rápida o torna uma escolha excelente para alimentação suplementar, acelerando a recuperação e maximizando os benefícios.

Testes

Ensaio de Carboidratos e Proteínas:

  • A primeira etapa nos testes de qualidade do whey protein envolve a análise quantitativa de carboidratos e proteínas. Laboratórios especializados utilizam técnicas como a Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE) para determinar as concentrações exatas desses componentes no suplemento;
  • Tal processo assegura que o conteúdo proteico declarado no rótulo corresponda à real composição, garantindo a integridade e a confiabilidade da informação fornecida ao consumidor.

Análises de Rotulagem:

  • Há a realização de uma avaliação meticulosa das informações detalhadas presentes no rótulo, que inclui a importante verificação da listagem completa e correta de todos os ingredientes, seguindo rigorosamente as exigências impostas pelos órgãos regulamentadores;
  • A adequação das informações nutricionais apresentadas é verficada, de forma a examinar as alegações de saúde, a fim de assegurar que estão baseadas em evidências científicas concretas;
  • Logo, é confirmado se o rótulo está em plena conformidade com os padrões legais estabelecidos, para prevenir a divulgação de informações que possam ser consideradas enganosas aos compradores.

Análises de Identificação de Substâncias Não Declaradas:

  • Testes avançados são conduzidos para identificar a presença de quaisquer substâncias proibidas ou não declaradas na lista de ingredientes, utilizando metodologias como espectrometria de massa e CLAE;
  • Estas análises são cruciais para detectar eventuais contaminantes, como metais pesados, substâncias estimulantes ou hormônios, que podem representar riscos à saúde dos usuários;
  • O objetivo é assegurar que o whey protein esteja livre de qualquer adulteração, cumprindo com os padrões de segurança alimentar e protegendo o bem-estar das pessoas que o adquirem.

Lista de produtos que foram proibidos pela Anvisa

  • Whey Protein Black Skull: Reprovado por exceder significativamente o limite de variação de carboidratos permitido pela legislação atual. Foi encontrado com uma quantidade 67% abaixo do valor do rótulo, o que apresenta uma discrepância preocupante em termos de qualidade e informação nutricional;
  • Whey BRN Foods: Apresentou uma variação proteica de 23% em comparação ao que foi prometido. Houve também aumento alarmante de 114% na quantidade de carboidratos, questionando a precisão das informações de rótulo;
  • BSN DNA Whey: Excedeu o limite de variação de carboidratos permitido, apresentando um teor 32% acima do previsto. Esta diferença substancial, igualmente, levanta questões sobre a confiabilidade das informações;
  • Gaspari Nutrition: Reprovado nos testes de qualidade por um excesso de carboidratos, evidenciando um aumento de 28% além do estipulado pela ANVISA. Tal situação indica uma falha no controle de qualidade e na precisão das informações fornecidas;
  • Growth 80%: Reprovado devido a uma redução significativa de 57% na quantidade de carboidratos em relação ao declarado no rótulo;
  • Hyper Pure: Apresentou um aumento de 38% na quantidade de carboidratos, ultrapassando o limite estabelecido pela legislação;
  • My Protein: Ultrapassou o limite de variação de carboidratos em 41%, violando as regulamentações vigentes. Isso indica uma preocupante discrepância entre o que é prometido e o que é de fato entregue ao consumidor;
  • New Millen: Excedeu o limite de variação de carboidratos em 41%, tornando-se inadequado para venda conforme os padrões atuais;
  • Optimum Nutrition: Foi reprovada devido a um aumento de 34% na quantidade de carboidratos em relação ao valor declarado no rótulo, sendo considerado propaganda enganosa ao usuário;
  • Solaris Extreme: Apresentou um aumento de 54% na quantidade de carboidratos, excedendo largamente o limite permitido pela ANVISA. Essa variação expressiva compromete a credibilidade das informações nutricionais e a conformidade com os regulamentos.

Para que serve whey protein e quais os benefícios?

Neste tópico, serão evidenciadas as principais vantagens do whey, destacando seu papel na nutrição esportiva e no bem-estar geral.

Você aprenderá como esse suplemento favorece o crescimento muscular, a recuperação pós-treino e a manutenção de uma composição corporal saudável.

Ademais, conhecerá seu impacto positivo no sistema imunológico e na regulação do metabolismo. A compreensão desses benefícios é fundamental para atletas, praticantes de atividades físicas e qualquer pessoa que busque melhorar sua qualidade de vida. Continue acompanhando!

Ajuda no ganho de massa muscular

É rico em aminoácidos essenciais, incluindo BCAAs, que são muito importantes para a síntese proteica muscular.

Sendo assim, promove o crescimento dos músculos ao estimular a recuperação e reparação após o exercício, auxiliando no aumento da massa magra.

Melhora a recuperação muscular

Também acelera a recuperação muscular ao fornecer aminoácidos importantes, que reparam as fibras danificadas durante o exercício, facilitando a recuperação e, consequentemente, o crescimento acima demonstrado.

Ajuda na perda de peso

Ajuda na perda de peso ao aumentar a saciedade, reduzindo o apetite. Tudo isso, por meio da facilitação da queima de gordura e conservação da massa magra, otimizando o metabolismo e favorecendo um equilíbrio energético negativo.

Fortalece o sistema imunológico

Fortalece o sistema imunológico por ser rico em lactoferrina e imunoglobulinas, que promovem a ação contra patógenos e impulsionam as respostas das células de defesa do corpo.

Melhora a saúde óssea

Melhora a saúde óssea ao fornecer minerais como o cálcio. Estes componentes biológicos são relevantes para a formação e manutenção da densidade dos ossos, auxiliando na prevenção de condições como a osteoporose.

Melhora a saúde cardiovascular

Contribui para a saúde cardiovascular ao promover a diminuição dos níveis de LDL (colesterol ruim) e potencialmente aumentar o HDL (colesterol bom), reduzindo assim o risco de doenças cardíacas e melhorando a circulação sanguínea.

Quando e como tomar whey protein?

O momento e a maneira de consumir whey protein podem influenciar diretamente nos seus benefícios para a saúde e a performance física. Você optar por períodos como:

  • Imediatamente após o treino: Consumir logo após a prática de exercícios físicos ajuda na rápida recuperação muscular, aproveitando a janela anabólica para maximizar a síntese de proteínas;
  • Como substituto de refeições: Para quem busca a perda de peso, substituir uma refeição por um shake é capaz de ajudar a aumentar a saciedade, reduzindo a ingestão calórica diária;
  • No café da manhã: Ingerir ao acordar contribui para interromper o catabolismo noturno, fornecendo nutrientes relevantes para iniciar o dia e estimular o metabolismo;
  • Antes de dormir: Tomar antes de ir para cama pode auxiliar na prevenção do catabolismo muscular noturno, promovendo a recuperação e crescimento durante o sono.

Whey protein engorda?

Este suplemento, por si só, não engorda. Sua associação a tal fenômeno ocorre quando a ingestão calórica total do dia, excede o gasto energético.

Portanto, se consumido de forma equilibrada e inserido em uma dieta controlada, não contribui para o aumento de peso, mas sim à composição corporal saudável.

Whey protein é indicado para emagrecer?

Sim, ele é indicado para emagrecer quando incorporado de maneira adequada à dieta. Sua alta concentração de proteínas de rápida absorção ajuda a aumentar a sensação de saciedade, reduzindo a ingestão calórica total ao longo do dia.

Ademais, facilita a manutenção e o ganho de massa magra durante o processo de perda de peso, aspecto fundamental para elevar o metabolismo basal.

Contudo, seu consumo deve ser aliado a uma alimentação balanceada e a práticas regulares de exercícios físicos, a fim de garantir resultados efetivos.

O whey protein pode causar efeitos colaterais?

O whey é geralmente seguro para a maioria das pessoas quando consumido de forma adequada. No entanto, pode causar alguns efeitos colaterais em indivíduos sensíveis à lactose, incluindo gases, inchaço e diarreia.

Igualmente, o consumo excessivo é capaz de sobrecarregar os rins e o fígado, e, em casos raros, levar a desregulação dos níveis de cálcio no sangue.

É essencial consultar um profissional da saúde, especialmente as pessoas com condições pré-existentes ou que fazem uso contínuo de medicamentos.

CONCLUSÃO

Em conclusão, a proteína do soro de leite é um suplemento altamente considerado no mundo fitness.

No entanto, a recente desaprovação de diversas marcas pela ANVISA deixou muitas dúvidas sobre sua confiabilidade.

Logo, é vital entender que nem todas são iguais e escolher um produto de alta qualidade exige pesquisa. Procure por ingredientes específicos e certificações, a fim de garantir a segurança no consumo.

Ao adquirir, lembre-se das dicas aqui demonstradas para uma experiência interessante. Sua saúde deve sempre vir em primeiro lugar!

Categorias

Posts Recentes

Nossas redes sociais

Inscreva-se em nossa newslatter

Veja também